Microtransformações

jun 8
OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Postado por PJM em Microtransformações ,

Salve, salve galera!!

Essa semana temos um assunto muito bacana para conversamos: meio ambiente e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

No ano de 2000, as Nações Unidas convidaram a sociedade civil e os governos a olharem com atenção alguns  desafios que o planeta enfrentava e a se engajarem em prol dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio: metas a serem atingidas até o ano de 2015.

Felizmente muitas delas foram alcançadas! Porém, outras não e novamente a sociedade é chamada a se mobilizar para novos desafios a serem acompanhados nos próximos 15 anos.

Em 2000, a meta relativa ao meio ambiente era a seguinte: Qualidade de vida e respeito ao meio ambiente.

A proposta era a seguinte: Promover o desenvolvimento sustentável, reduzir a perda de diversidade biológica e reduzir pela metade, até 2015, a proporção da população sem acesso a água potável e esgotamento sanitário.

O bacana é que os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável para 2030 sobre meio ambiente foram desdobrados em vários outros objetivos. Olha só:

Objetivo 13. Tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos 

Objetivo 14. Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável

Objetivo 15. Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade

Objetivo 17. Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável

No site da ONU (fontes) tem várias coisas legais explicando mais sobre os objetivos e até sugestões para implementá-los.

A responsabilidade para cuidar da vida do planeta é de todos e todas.

Fontes:

17 Objetivos para transformar nosso mundo

http://www.objetivosdomilenio.org.br/

ago 1
Eu sei ouvir?

Eu sei ouvir?

Postado por PJM em Microtransformações

Salve, salve galera!

Hoje vamos falar um pouco sobre saber ouvir…

Ouvir não é só escutar, ou o ato de perceber um som pela audição. Esse ouvir que estamos falando vai além disso. É saber entender, refletir e, de certo modo, concordar.

Muitas vezes cometemos o erro de deixar entrar por um ouvido e sai pelo outro. Eu sei que você concordo comigo nessa parte, fazemos muito disso no nosso dia-a-dia. Sabemos que é difícil ouvir opiniões diferentes da nossa e refletir sobre elas.

As vezes temos que guardar a nossa opinião um pouco para nós mesmos e deixar outra pessoa expressar também a dela.

É muito difícil abrir nossa mente, não é mesmo? Vamos parar de achar que só nossa opinião está sempre certa.

 Saiba dar voz ao próximo. Isso é viver o Evangelho! Perdemos conselhos, aulas e opiniões que poderiam nos ajudar, por conta do orgulho.

Ei, você mesmo! Pare de ser cabeça dura e saiba ouvir o que as pessoas tem a lhe dizer! Nem sempre vai ser um elogio e algumas vezes vão ser críticas. Nesse momento você vai ter que saber ouvir e pensar “o que estou fazendo de errado? Será que não posso melhorar?”.

Uma crítica pode ser boa na sua vida! Aproveite a oportunidade para crescer.

Precisamos ouvir e saber entender com fazer melhor da próxima vez!

Abra sua mente para novas ideias. Ouvir também é um ato de amor!

Por Larissa dos Santos Barbosa

abr 8
Maristas contra o Bullying!

Maristas contra o Bullying!

Postado por PJM em (in)formação, Microtransformações ,

Acho que todo mundo já escutou ou já sofreu com essa palavra na vida, né?

Ela é utilizada para descrever atos de violência física ou psicológica intencionais e repetitivos, praticados por um indivíduo ou grupo de indivíduos, causando dor e angústia e sendo executadas dentro de uma relação desigual de poder.

Bullying é um problema mundial, sendo que a agressão física ou moral repetitiva deixa sequelas psicológicas na pessoa atingida.

Infelizmente é uma prática frequente em escolas e grupos de amigos. Muitos sofrem por serem “gordinhos”, ou muito “magros”, outros não tem o “cabelo bonito” ou a “roupa da moda”.

Vivemos em uma sociedade que impõem isso: você tem que ser “PERFEITO”!

Desculpa aí sociedade, mas não somos do jeito que você espera. Não temos um corpo magro, ou um cabelo todo liso. Simplesmente somos nós mesmos!

Você que é adolescente, não queira mudar porque querem que você seja magro ou use determinadas roupas. Seja feliz do seu jeitinho! Quem gosta de você de verdade não vai olhar sua aparência ou roupa e sim seu jeito.

 DIGA NÃO AO BULLYING!

 

Larissa dos Santos Barbosa

abr 5
Memória – Fórum Provincial de Juventudes

Memória – Fórum Provincial de Juventudes

Postado por PJM em Experiência Formativa, Microtransformações, Partilha ,

Salve, salve galera!

Vamos fazer memória do nosso fórum hoje?

No dia 01 de abril aconteceu, por videoconferência, o Fórum Provincial de Juventudes, promovido pelo Setor de Pastoral do Grupo Marista. Sob a temática “os espaços educativos como mecanismos de fortalecimento da participação político-social de adolescentes e jovens, o Fórum contou com a presença do Daniel Souza, presidente do Conselho Nacional de Juventude (CONJUVE). Ao todo, mais de 25 Unidades estiveram presentes, sendo representadas por jovens, irmãos e pastoralistas das Unidades.

Durante o encontro, Daniel iniciou a exposição da temática nos indagando com a seguinte pergunta: que educação nós queremos? Segundo ele, a escola deve ser um espaço que eduque para a autonomia e liberdade, formando jovens com posicionamento critico às diversas situações presentes na sociedade.

No entanto, esta concepção de escola está longe do ideal sonhado por muitos educadores e alunos. Para ele, as compreensões existentes sobre a juventude interferem diretamente no modelo educacional existente hoje. Assim, faz-se necessário fortalecer o olhar sobre o jovem como sujeito de direitos, com demandas especificas e capaz de contribuir no processo educativo proposto.

Após a apresentação da temática, houve um momento para comentários e questionamentos, que se mostrou como um espaço muito rico, possibilitando a partilha e a troca de experiências e trazendo diversas questões que permeiam as trajetórias sociais dos jovens atuais (violência, mercado de trabalho, participação social, saúde, etc).

Sem dúvida foi um momento privilegiado para refletirmos nossas ações educativas e fortalecer nossa incidência e luta por políticas públicas que defendam e promovam os direitos dos adolescentes e jovens. Desejamos que, assim como no Fórum Provincial, os Fóruns Locais de Juventudes sejam espaços significativos de reflexão e partilha, fortalecendo nosso agir como autênticos Maristas de Champagnat, indo depressa para uma nova terra.

 

Por Ana Carolina Dias

mar 31
Fórum de Juventudes

Fórum de Juventudes

Postado por PJM em (in)formação, Formação Local, Microtransformações , ,

Salve, salve galera!

Hoje vamos falar um pouco sobre o nosso Fórum de Juventudes, que vai acontecer amanhã!

O encontro de Champagnat com o jovem moribundo à beira da morte (Montagne) é elemento fundante para compreender nossa atuação nos espaços de defesa de direitos. Ao perceber as condições em que o jovem vivia e nas quais morreria, Champagnat questiona: “Quantos outros adolescentes e jovens se encontram nesta mesma situação de abandono e ignorância?”. Após o encontro com Montagne, ele toma a decisão de fundar o Instituto dos Irmãozinhos de Maria. Champagnat, em seu tempo, reconheceu os desafios que assolavam sua realidade. Hoje, ao rememorarmos as origens de nosso Instituto, surge o desafio de respondermos aos anseios e demandas de nossas crianças, adolescentes e jovens.

Com o objetivo de responder a esses apelos, a Pastoral do Grupo Marista vem desenvolvendo iniciativas na linha de formação e acompanhamento que atendam as demandas da temática. Nesta perspectiva, o Setor de Pastoral propõe para o ano de 2016 o Projeto Fóruns de Juventudes: fortalecendo a presença Marista na promoção e defesa de direitos das crianças, adolescentes e jovens.

O projeto consiste na promoção de discussão e diálogo entre entidades, instituições e organismos eclesiais e sociais, a partir de uma temática relacionada à promoção e defesa de direitos das crianças, adolescentes e jovens. Os Fóruns serão realizados em uma ou várias etapas, em nível local ou, até mesmo, com a articulação entre Unidades de uma mesma cidade. O Fórum de Juventudes teve início no dia 01 de abril, por meio de videoconferência com todas as Unidades do Grupo Marista, na qual receberá o Presidente do Conselho Nacional de Juventude, Daniel Souza.

O tema do fórum provincial será “Os espaços educativos como mecanismo de fortalecimento da participação político-social de adolescentes e jovens”.

A opção em retomar o projeto dos Fóruns de Juventudes se dá pelo fato de acreditarmos que suas ações possam fortalecer o trabalho junto aos espaços decisórios de políticas públicas, bem como o aprofundamento da articulação Marista com outros organismos que atuam com o segmento das infâncias, adolescências e juventudes.  Estamos convencidos de que os resultados dos Fóruns de Juventudes serão significativos para nossa Instituição, uma vez que se trata de uma demanda em nível de Instituto Marista.

Devemos perceber que somos responsáveis em atender a apelos que correspondem a essência da missão Marista, a de “tornar Jesus Cristo conhecido e amado” em meio a crianças e jovens, garantindo sua dignidade e formação autônoma. Que saibamos, nos dias de hoje, agir como autênticos Maristas de Champagnat, indo depressa para uma nova terra.

Participe!

Por Ana Carolina Dias

mar 8
O que é ser mulher?

O que é ser mulher?

Postado por PJM em Microtransformações , ,

O que é ser mulher no século XXI para você?

Será que ser mulher é apenas ser o feminino do homem? Ou apenas a pessoa que reproduz novas vidas? Por que a mulher tem que ser submissa ao homem? Todos não deveriam ter o mesmo respeito? Os mesmos direitos?

Se estamos no século XXI e vivemos em um pais livre e temos leis que protegem a mulher, porque tantas mulheres sofre dos os dias (em suas casas, no seu trabalho na rua)? E o que nós fazemos para mudar isto?

Hoje ainda vivemos numa violência velada, que é silenciosa e que silencia muitas meninas, jovens e mulheres. Quanto tempo ainda falta para que homens e mulheres sejam vistos como sujeitos de direitos que têm as suas peculiaridades, mas que um não deve oprimir o outro?

Neste dia internacional da mulher, lembremos de todas aquelas que não tiveram voz para gritar ou forças para lutar.

A luta do feminino é a luta de todos e de todas.

Está na hora de mudar, fazer acontecer. Seja você a mudança que você quer para o mundo! Não espere que outro faça!

 

Por Joyce Fernanda Araújo Silva

 

fev 5
Casa Comum? #microtransformação1

Casa Comum? #microtransformação1

Postado por PJM em Microtransformações ,

Salve, Salve!

Chegou a sexta-feira, meu povo! Dia propício para nos fazermos alguns questionamentos.

Como vocês já sabem, além da Encíclica Laudato Si’, escrita pelo nosso querido Chico no ano passado, a Campanha da Fraternidade deste ano também quer tratar sobre o cuidado que temos como a nossa Casa Comum, em especial o saneamento básico.

E será mesmo que nós temos cuidado?

Quantas vezes em nossa casa nós desperdiçamos alimento? Ou quando estamos na rua e jogamos lixo no chão? Ou, ainda, quando não separamos os materiais recicláveis?

É, são essas pequenas atitudes que a gente deixa de se orientar e a Nossa Casa vai ficando suja. Eu faço, você faz, o vizinho, o primo, a tia, o prefeito, o porteiro e assim vai. Cada um sujando uma parte. Só que já faz algum tempo que nosso planeta está pedindo socorro!

 

Às vezes a gente para pensar que nós só estamos aqui de passagem? Que depois de você vem os seus filhos, sobrinhos e netos? Que cada um de nós vai deixar uma herança ambiental e histórica para eles?

Que tipo de herança você quer deixar?

 

Pois bem, vamos começar pelo começo. Que tal iniciarmos hoje algumas microtransformações no nosso dia-a-dia?

Propomos que a partir de hoje, todas as vezes que você sair de casa e quiser descartar algum material que não for mais utilizar, você não vai jogar no chão. Vai guardar no bolso, na bolsa ou esperar até encontrar uma lixeira.

Se você já faz isso, parabéns! Sua missão é propor isso a alguém que não faz!

Podemos tentar?

 

Com essas pequenas atitudes a gente consegue grandes mudanças. Portanto, mãos a obra!

 

P.s. Para quem é inconformado, como nós, postamos o vídeo SENSACIONAL do Canal Futura. Também está disponível para download a Encíclica Laudato Si’, do Papa Francisco.

C