Projeto de Vida

mar 11
Seja a diferença que você espera no mundo!

Seja a diferença que você espera no mundo!

Postado por PJM em Projeto de Vida ,

Salve, salve, galerinha o bem!

O que você pensa sobre ser uma semente?

Provavelmente você tenha pensado numa semente de árvore. Não exatamente, mas tem as mesmas funções.

Vamos explicar melhor. Sim você é uma semente onde tem as funções de dar frutos bons ou ruins. Porém, vai da sua mente e personalidade escolher quais frutos você quer gerar.

Você está feliz com seus frutos? Você quer mudar o caminho que está seguindo? Será que dá tempo de mudar?

Dai você pensa: “Ai quantas perguntas!! Minha cabeça deu um nó!”

Infelizmente ou não, hoje em dia tem várias coisas que bagunçam nossa cabeça, mas temos que ter maturidade para saber escolher.

Ser jovem é difícil né?!? Muitas responsabilidades, primeiro emprego, vestibular e outras coisas, que nos deixam sobre pressão.

Quantos são os jovens que acreditam que para superar essa pressão toda e para ser legal,  é preciso se envolver com bebidas em excesso, drogas, sexo irresponsável, brigas, crime e outras atitudes destrutivas? Mas você pode ser a diferença entre esses jovens!

Você pode escolher caminhos diferentes para dar bons frutos. Não ligue se falarem “Nossa cara, que chato tudo isso! Para de ser cafona e vamos beber e nos divertir”.

Você pode ser feliz de várias formas, sem que isso destrua você ou as pessoas que te amam. Olhe para dentro de si e pergunte: o que me faz feliz? O que me deixa triste? Como posso ser uma pessoa melhor?

Às vezes o que nos falta é perceber que somos a morada de Deus. Que Ele habita em cada um de nós e podemos ser a diferença na vida das pessoas que estão ao nosso redor.

Seja a diferença que você espera no mundo!

Por Larissa Dos Santos Barbosa

jan 28
Não foi desta vez

Não foi desta vez

Postado por PJM em Projeto de Vida , ,

Janeiro terminando e fevereiro já está batendo na nossa porta. O que isso significa?

Para alguns, que está chegando um feriadão. Para outros, significa que iniciarão o último ano do colégio (ufa!), ou entrarão na faculdade (vixi!), ou terão mais um ano de cursinho pré-vestibular (poxa!).

 

Hoje vamos falar um pouco mais com aqueles que não conseguiram o tão esperado resultado positivo no vestibular e que vão passar o ano debruçados nos livros, revendo tudo.

Cara, não desanima!

Certamente você deve ter escutado isso muitas vezes, dos seus pais, tios, namorado(a), amigos e até do seu cachorro. Mas a realidade é essa mesma.

Esses dias apareceu uma curiosa comparação para as pessoas que passam em provas, feita pelo escritor William Douglas: passar é como estar numa fila. Aqueles candidatos que estão mais bem preparados, passam. A boa notícia é que eles saem da fila e você fica cada vez mais perto da chegada. Contudo, se você desiste, você sai da fila. Ai, meu amigo, não tem como  passar mesmo.

Nessas horas a gente sempre fica “mauzão” porque não conseguiu. Porém, acredita-se que tudo que acontece na nossa vida nos transforma em quem somos.

O fato de não ter, agora, essa conquista, não faz de você um derrotado, mas sim de uma pessoa mais experiente.

Vá lá, não é tão trágico assim! Vamos tentar ver o copo meio cheio.

 

E como diria Shakespeare: “Depois de um tempo você começa a aceitar suas derrotas de cabeça erguida e os olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança!”.

 

Por: Laura Ferraz