Sem categoria

abr 13
GT DE REVISÃO DAS DIRETRIZES DA PJM

GT DE REVISÃO DAS DIRETRIZES DA PJM

Postado por PJM em Sem categoria

Na última terça e quarta-feira (10 e 11 de abril) estiveram reunidos representantes das três Províncias do Brasil Marista para dar início ao Grupo de Trabalho (GT) de Revitalização das Diretrizes da Pastoral Juvenil Marista. A proposta é que, após todas as vivências que a PJM teve, possamos nos debruçar sobre as riquezas e desafios para esse novo começo.

As primeiras diretrizes foram lançadas em 2005, quando o projeto nasce no Brasil. Neste documento consta um histórico de como se deu a caminhada da juventude desde antes da década de 50 até aquele momento, tanto no aspecto cultural, político, social e eclesial.

Também apresenta as opções pedagógicas e os princípios norteadores que a PJM tem, como a vivência em grupo, o acompanhamento, o seguimento de Jesus Cristo do jeito de Maria e o anúncio do Evangelho.

Vale salientar também que em 2015 foram lançadas as Orientações para a Revitalização da PJM, que tinha como intenção promover alinhamentos conceituais e práticos nas Províncias. Este também é um horizonte a ser revisitado pelo GT.

Depois de treze anos, sentiu-se a necessidade de que essas diretrizes fossem revisitadas e avaliada a sua aplicação, levando em consideração o atual contexto das juventudes. Para isso é que este GT foi convocado, com a missão de revisá-las a partir das perspectivas atuais.

O grupo conseguiu olhar para alguns aspectos que devem ser considerados quando se fala de juventudes, bem como revisitou todos os apelos dos jovens que participaram do II Congresso Nacional da PJM, em outubro de 2017. Construiu-se a primeira proposta de plano de ação para esse belo movimento.

Entendendo que a PJM é um espaço privilegiado de evangelização, todo esse processo é muito importante para que contemplemos a nossa história e as possibilidades que se apontam no horizonte.

 

Laura Ferraz | Integrante do GT das Diretrizes da PJM

 

mar 28
EDITAL DE CONVOCAÇÃO | MSM IR. LOURENÇO 2018

EDITAL DE CONVOCAÇÃO | MSM IR. LOURENÇO 2018

Postado por PJM em Sem categoria

Gente bonita!

Damos início hoje ao edital para participação na MSM Ir. Lourenço 2018. Neste ano a MSM irá acontecer na cidade de Herval d’ Oeste/SC, bem pertinho de Joaçaba, dos dias 07 a 14 de julho.

 

No edital estão todas as informações sobre as etapas de seleção e os critérios de participação.

Fiquem atentos aos prazos e a todas as informações presentes no edital!

Link do Edital

https://drive.google.com/file/d/1XjyUHkb80jxv9s5TENl9v693KNhPdSvA/view?usp=sharing

 

mar 27
ENCONTRO INTER-PROVINCIAL DAS COMISSÕES DE JUVENTUDES

ENCONTRO INTER-PROVINCIAL DAS COMISSÕES DE JUVENTUDES

Postado por PJM em Sem categoria

Neste último final de semana (22 a 25 de março) estiveram reunidas as representações das juventudes das três províncias do Brasil Marista, no Centro Social Marista Ir. Lourenço, em São Paulo. A proposta do encontro foi a de possibilitar o diálogo desses jovens para que pudessem ampliar seus sonhos provinciais de representação.

Da Província Marista Brasil Centro-Norte (PMBCN), a Comissão Provincial das Juventudes, eleita em 2017, se fez presente com: Alice, Beatriz, Erick, João, Luana, Milena, Víctor e Vinícius.

Da Província Marista Brasil Centro-Sul (PMBCS), a Comissão Provincial de Juventudes também se fez presente com a Brenda, Felipe, Lyandra, Voltaire e Yolanda.

Da Província Marista Brasil Sul-Amazônia (PMBSA) vieram os representantes da equipe provincial de pastoral Vitória e Bernardo.

Pastoralistas das equipes provinciais acompanharam os jovens para contribuir nos trabalhos: Diogo e Laura (PMBCS), Karen (PMBSA) e Nayraline (PMBCN).

Baseando-se no método “ver-julgar-agir”, na sexta-feira os trabalhos se ativeram a um olhar para a caminhada de cada província, a construção dessas representações juvenis, bem como refletir sobre qual o papel e os objetivos de uma comissão de juventudes:

  • A PMBCN elegeu a sua primeira comissão provincial em 2017. Fizeram a opção inicial de elege-la provincialmente e depois começar a processo de criação e fomento das comissões locais. Para a assembleia, cada unidade encaminhou um representante, escolhido por critério local. Desta forma, haviam representantes de turma, jovens vinculados a pastoral e/ou PJM, presidentes do grêmio estudantil, do teatro, dos esportes e entre outros grupos. Assim, a gestão atual é formada por vários olhares juvenis.
  • A PMBCS implantou o projeto de comissões em 2010. Desde então já foram 4 gestões diferentes, sendo que cada uma acrescentou algo diferente na reflexão acerca da representação. Atualmente a comissão tem buscado cada vez mais ser um espaço representativo para além da PJM, ou seja, representar as outras juventudes que estão ligadas aos demais projetos pastorais.
  • A PMBSA possui uma instância chamada equipe provincial de pastoral, em que anualmente são escolhidos dois jovens para compor, dentre os animadores da PJM. Essa equipe é responsável por pensar o Encontro de Jovens Maristas (EJM), que acontece anualmente com toda a província, bem como as formações de animadores e articuladores.

As partilhas foram muito importantes para entender que cada caminhada é única, no seu ritmo e partir das demandas de cada realidade.

No sábado, passando para o momento do “julgar”, os jovens tiveram uma formação sobre a Campanha da Fraternidade 2018, que abordava a questão da superação da violência e a cultura de paz. A formação foi preparada pelos núcleos de pastoral do regional de São Paulo e Santos, e recebeu a contribuição de duas colaboradoras:

Andréia Maria Matias, diretora da Estação Casa (Piraquara), que realiza o trabalho de acolhimento das crianças, filhos e filhas das mulheres que estão cumprindo pena na Penitenciária Feminina do Paraná. Ela trouxe a perspectiva de violação de direitos daquelas crianças, bem como de suas mães.

Cláudia Rosalina Adão, assistente social do Centro Educacional Marista Ir. Justino (São Paulo) provocou a todos e todas sobre a violência que acontece contra a juventude negra e pobre. Em seu projeto de doutorado ela faz uma pesquisa aprofundada sobre como se deu a construção da cultura racista e higienista no Brasil e porque esta população sofre tanto preconceito e discriminação, seja no campo do trabalho, da educação, saúde, moradia, entre outros.

Na parte da tarde, os jovens fizeram uma visita até o Arsenal da Esperança (Mooca). Guiados pelo Pe. Simone, puderam conhecer um pouco mais sobre o trabalho que nasceu em 1964, em Turim (Itália), do coração de dois jovens, com o desejo de acabar com a fome no mundo. No Brasil, a estrutura acolhe homens que estão em situação de rua, bem como migrantes que precisem de um lugar para ficar. Hoje são mais de 1500 leitos para acolher estas pessoas, dando-lhes acesso a banho, alimento e cama para dormir.

Os jovens foram motivados a entender que seus espaços representativos são importantes para colocarem-se a serviço e em saída, ao encontro daqueles que mais precisam e que, muitas vezes, não tem voz, nem vez.

O domingo de ramos, dia do “agir”, foi o momento de sonhar com novos horizontes para o Brasil Marista. A partir de tudo que vivenciaram, conhecendo-se uns aos outros, entendendo um pouco mais dos passos que foram dados, foi possível construir um novo sonho: caminhar juntos! Surgiu o desejo para que haja mais espaços e momentos de partilha como esse, com trocas de experiências, a fim de se estabelecer estrategicamente formações conjunta, incidências nos diversos espaços sociais e, quem sabe, uma estrutura nacional de representatividade juvenil.

Neste encontro inédito foi possível perceber que há muito brilho no olhar e vontade de sonhar um sonho comum. Todos voltaram para as suas realidades com o coração encharcado de alegria, aprendizado, saudade e muita motivação.

 

Que este encontro gere ainda mais esperança e esta paz inquieta que move a cada um e cada uma.

 

 

mar 13
CINCO ANOS DE FRANCISCO

CINCO ANOS DE FRANCISCO

Postado por PJM em Sem categoria

Salve, salve galera!

Tudo certo?

 

Hoje temos um motivo a mais para comemorar: os 5 anos de papado do nosso querido Francisco.

Foi na noite de 13 de março de 2013 em pudemos ver a fumaça branca: “habemus papam”. A Igreja passava por um momento muito difícil, em meio a escândalos e o primeiro caso de renúncia, com Bento XVI.

Durante este cinco anos, Papa Francisco colocou-se a caminhar e a construir pontes em todos os lugares que esteve, não só dentro da igreja, como fora dela. Certamente o que resume o seu pontificado é a igreja em saída, vestida com o avental do serviço.

O que ele não esperava é que sua forma doce e carismática de bom pastor fosse conquistar tanto os fiéis católicos, como outras pessoas que precisavam ressignificar a figura da Instituição.

Quão grande é o sucesso dele entre os jovens, colocando-se no meio, falando sobre, para e com eles. Isso tem feito uma grade revolução dentro e fora dos grupos de base e na atuação deles nas pastorais e movimentos. Sem dúvidas, temos uma igreja renovada pelas janelas e portas abertas de Francisco.

Tudo que ele tem feito pela messe nos chama a avançar para águas mais profundas.

Que possamos colocá-lo em nossas orações a sua vocação e todos os desafios que enfrenta para somar na construção do Reino.

 

Fonte: http://www.bbc.com/portuguese/internacional-43339864

 

 

mar 2
ENCONTRO ANUAL DO LAICATO JOVEM É REALIZADO EM JARAGUÁ DO SUL

ENCONTRO ANUAL DO LAICATO JOVEM É REALIZADO EM JARAGUÁ DO SUL

Postado por PJM em Sem categoria

Nos dias 17 e 18 de fevereiro, na cidade de Jaraguá do Sul, 35 jovens de 14 cidades diferentes se reuniram para o encontro anual do Laicato Jovem Marista. O evento foi realizado na Casa de Formação dos Irmãos Maristas e contou com a coordenação do Setor de Pastoral, em parceria com o Setor de Solidariedade e Vida Consagrada e Laicato.

Durante os dois dias de atividades, os jovens se reuniram para discutir a realidade atual dos grupos laicais. Desde 2016, o processo de formação do Laicato Jovem vem acontecendo, com a evolução do processo ocorrendo e sendo mais uma vez discutida em um encontro. Na primeira manhã de atividades, foi recordado um breve histórico desses dois anos de atividades, além do começo das reflexões, com a dinâmica do aquário. Nessa dinâmica, quatro jovens por vez iam ao centro da roda para dialogarem sobre alguns temas propostos pelo convidado Khalil Gibran Abdalla e assim, com o revezamento de vários participantes que iam ao centro da roda, houve a construção de uma discussão inicial sobre o laicato.

No período da tarde de sábado, os participantes foram divididos em grupos, para colocarem no papel o que vem acontecendo positivamente e negativamente nos laicatos, o que precisa mudar e o que pode ser passado para frente. Com essa dinâmica, surgiram vários pontos em comum nas conversas e análises dos grupos, que foram expostos na conversa com todos presentes.

No começo da manhã de domingo, os participantes estiveram no Parque Malwee para um momento de oração e reflexão de tudo que havia acontecido até o momento. Posteriormente, houve a conclusão de toda a discussão realizada nos dois dias. As propostas e ideias conversadas foram juntadas em grupos separados através dos regionais da província. Esse material, posteriormente, servirá como base para a construção de um documento do Laicato Jovem, que sirva como um norteador para os grupos. Será criado um grupo de trabalho de jovens, os quais se dedicarão até o final de 2018 para a criação desse documento junto à província.

Os desafios do Laicato Jovem são grandes e o esforço dos jovens também será. No final, o sentimento é de alegria e união para o que virá, como afirma Welinton Trentin, de Joaçaba. “Saí muito feliz pelo que fizemos, partilhamos e vivemos. Creio que Champagnat está feliz lá no céu, por ver que sua promessa continua viva em muitos corações”.

Por João Heim

jan 22
DIÁRIO DE BORDO: 1º DIA  MSM 2018| CURITIBA

DIÁRIO DE BORDO: 1º DIA MSM 2018| CURITIBA

Postado por PJM em Sem categoria

21 de janeiro de 2018, o tão esperado dia chegou. Dia de fechar a mala, encher o coração de alegria e de vontade de ajudar o próximo. Tudo pronto, hora de partir para Curitiba, mais especificamente para o Centro Educacional Marista Irmã Eunice Benato.

Em torno de 120 jovens, entre participantes e organizadores, vindos de várias localidades de nossa província, como:  São Bento do Sul, Jaraguá do Sul, Joinville, Joaçaba, Caçador, em Santa Catarina e ainda Itapejara D’Oeste, Almirante Tamandaré, Fazenda Rio Grande, Ponta Grossa, Guaraqueçaba e Curitiba, no Paraná, se encontraram para dar início a Missão Solidária Marista 2018 – Curitiba.

Olhares tímidos, mas cheios de paz, abraços que aqueciam a amizade que há tempos não se encontravam. Escuta atenta para ouvir as necessidades que ecoavam a sua volta. A expectativa das famílias e dos jovens de se conhecerem era evidente. Todos queriam deixar logo de início uma marca na vida um do outro, assim como comenta a Dona Valdirene da Silva, que acolheu 06 jovens missionários: “É a primeira vez que estou acolhendo missionários e a minha esperança é que os jovens aprendam algo em nossa comunidade, pois nesse aprendizado nós aprendemos também”, relatou.

DSC01918

A missionária Vitória Surek também nos contou como está se sentido aqui nesse início missão: “Estou maravilhada com tudo isso que está acontecendo, a expectativa é grande para o que vai acontecer. Espero que as pessoas possam perceber o nosso trabalho e entender o bem que queremos a elas, para que possam retribuir esse bem um ao outro” comenta.

E nessa perspectiva, os missionários receberam a benção de envio, recordados que precisam estar dispostos à levar a Boa Nova. Em seguida, conheceram suas famílias e tiveram um momento de convivência na unidade social. E assim cada um seguiu seu rumo, ansiosos para os próximos dias, na esperança de que essa ação de solidariedade, será a melhor de todas.

DSC02015

 

jan 16
MSM Champagnat | A primeira semana

MSM Champagnat | A primeira semana

Postado por PJM em Sem categoria

Salve, salve pessoal!

Tudo certo??

Às vésperas da MSM Ir. Miguel Ángel, queremos partilhar com vocês a MSM Champagnat, que vai até o dia 20 de janeiro.

Lembrando que, nesta primeira edição, temos 4 missionários participando. Eles estão nas cidades de São Paulo e Florianópolis e nos mandam notícias de como está a experiência:

João e Wellington – Casa do Migrante – SP

“Aos poucos vamos conseguindo mais contato com os imigrantes. Nos colocamos nas atividades da casa, que eles ajudam também, e trabalhamos com eles. Conseguimos já conversar com alguns e puxar mais conversa, mas é difícil, eles ficam muito fechados em grupos por nacionalidade. Nem todas as atividades daqui voltaram a acontecer, é pra voltarem semana que vem e aí nos inserirmos nas aulas de português e outras coisas que eles participam. Fomos muito bem recebidos pelos funcionários e também ajudamos eles em algumas coisas. Eles se preocupam com a gente e não estranharam os dois forasteiros aqui. Espero que a partir de segunda a gente possa trazer mais notícias boas e de mais interações”.

Mafer e Sabrina – Casa da Acolhida – Florianópolis

Encerramos o dia mais cedo hoje para irmos na celebração com o Padre Vilson. A celebração ocorreu dentro de um boteco. Ele sobe até o passinho, que é bem no topo do morro, pois tem muitas senhoras que não podem descer até a igreja. Foi muito lindo!!! Com as crianças hoje aproveitamos 5 minutos de trégua da chuva e subimos no parque perto do colégio, jogamos bola, andamos na trilha e foi muito divertido! É difícil saber que pouco podemos mudar, ou nada, mas acreditamos que nossa missão aqui é estar, ser e exercitar nosso carisma marista”.

 

Desejamos que a experiência seja significativa para os nossos missionários.

jan 8
MSM CHAMPAGNAT 2018

MSM CHAMPAGNAT 2018

Postado por PJM em Sem categoria

 

Feliz ano novo pessoal!!!!

E nesta segunda-feira (08), quatro jovens se direcionam para os seus trabalhos na Missão Solidária Marista Champagnat.  Esta é a primeira edição da MSM Champagnat, que é a última etapa do Itinerário de Educação para a Solidariedade. Os trabalhos serão realizados do dia 8 ao dia 20 de janeiro.

A proposta desta etapa é desafiar os jovens a estarem em lugares que não são maristas, mas que também vivenciam a solidariedade a partir das demandas de cada realidade. A experiência também será mais longa que nas outras etapas. Serão duas semanas vivenciando junto com a instituição acolhedora todos os desafios e potências de cada local.

Os jovens que participam desta missão são:

João Heim – ex-aluno do Colégio Marista de Cascavel

Maria Fernanda Macanhão – ex-aluna do Colégio Marista de Cascavel

Sabrina Vieira – ex-aluna do Centro Social Marista de Dourados

Wellington Kozerski – ex-aluno do Centro Social Marista de Itapejara

João e o Wellington estão na Casa do Migrante, em São Paulo:

“A Casa do Migrante tem como principal objetivo fazer com que os acolhidos se sintam bem, se relacionando com o ambiente como se fosse sua própria casa. A equipe que trabalha na Casa fomenta a liberdade, responsabilidade e solidariedade num ambiente fraterno e solidário.

Os serviços de acolhida ao Migrante dos Scalabrinianos começaram em 1978, durante a década de maior deslocamento das pessoas do campo para as cidades. Surgiu como contrapartida à política migratória adotada no Estado de São Paulo, no momento em que a sociedade local passou a ver os migrantes como um problema. Os serviços de acolhida somaram-se a uma série de atividades que já eram desenvolvidas no âmbito da Missão Paz, visando a inserção dos migrantes, com destaque para a realização de cursos profissionalizantes.

No início, a Casa do Migrante (CdM) atendeu na sua grande maioria a migrantes internos (cerca de 95%), mas também atendia imigrantes e refugiados. Em 1978 recebeu vários refugiados vietnamitas., e após 1988 novos rostos foram chegando. Hoje 90% dos acolhidos são imigrantes e/ou solicitantes de refúgio”.

Maria Fernanda e Sabrina irão para Florianópolis, na Casa de Acolhimento Darcy Vitória de Brito:

“A casa de acolhimento Darcy Vitória de Brito é um serviço de acolhimento institucional de alta complexidade, fundada em 01 de abril de 2010 na comunidade do Monte Serrat, região central de Florianópolis/SC.

A casa é uma instituição filantrópica, sem fins lucrativos que atende cerca de vinte crianças e adolescentes encaminhadas pelo poder judiciário ou conselho tutelar. 
As crianças e adolescentes acolhidos são de ambos os sexos com idade entre 07 e 17 anos, marcados pela violência, abandono, negligência e conflitos familiares.

A casa de acolhimento Darcy Vitória de Brito é um projeto do Centro Cultural Escrava Anastácia, fundado em 1998 no maciço Morro da Cruz com o objetivo de proporcionar atividades para as crianças da região, e assim, estas não ficassem entregues aos apelos do tráfico e da criminalidade.

A casa tem como mentor o Instituto Padre Vilson Groh, que apoia técnica e financeiramente sete organizações sociais que desenvolvem ações de atendimento à população socialmente vulnerável em Florianópolis/SC.
A casa de acolhimento se mantêm parcialmente com o apoio da prefeitura de Florianópolis, mas principalmente, conta com o apoio de doações, com a cooperação de voluntários e com programas sociais”.

Durante as próximas semanas vamos partilhar as experiências vividas pelos jovens. Aguardem!!

Fontes:

http://www.missaonspaz.org/casa-do-migrante

https://www.facebook.com/pg/casadeacolhimentodarcyvitoriadebrito/about/?ref=page_internal

dez 5
05 de dezembro | Dia do Voluntário

05 de dezembro | Dia do Voluntário

Postado por PJM em Sem categoria

Há maior alegria em dar do que em receber” (At 20,35).

O dia Internacional do Voluntário foi instituído pela Organização das Nações Unidas(ONU) em 1985. Naquele momento, o objetivo da ONU era fomentar diversas iniciativas de voluntariado em todas as esferas da sociedade, promovendo o espírito de solidariedade e a corresponsabilidade no desenvolvimento sustentável do planeta, como reflexo das ações desenvolvidas. Por isso, assumir o papel de voluntário é estar atento, é sentir a injustiça do ser humano e reagir, trabalhando, partilhando e criando soluções para que se viva em paz e com dignidade. Dessa forma, ela se torna o eixo que orienta toda a vida, as opções e ações da pessoa.  De fato, não existe outra via para a solidariedade humana senão a procura e o respeito pela dignidade de cada pessoa.

Papa Francisco, durante seu discurso aos jovens voluntários na JMJ no Rio, nos presenteia com palavras que expressam bem a importância daqueles que acreditam que “há maior alegria em dar do que receber”. Para o Instituto Marista a educação, a evangelização, a solidariedade, o voluntariado são instâncias e valores evangélicos que ajudam as pessoas na sensibilização para com as necessidades e mazelas do outro, diante de situações que precisam ser assumidas pessoal, coletiva e fraternalmente por todos nós, enquanto cidadãos e membros da Igreja.

Ao percorrermos o caminho da solidariedade como voluntário  percebemos que o sentido de receber algo em troca se transforma em experiência de vida e gratidão. Como bem diz Francisco, neste mesmo discurso, “não se perde nada, ao contrário, é grande a riqueza da vida que se recebe”.

Feliz dia do voluntário!

Discurso do Papa Francisco: https://noticias.cancaonova.com/especiais/pontificado/francisco/discurso-do-papa-francisco-aos-voluntarios-da-jmj-rio2013-280713/

 

 

nov 21
30 ANOS DE VIDA CONSAGRADA | IR. JOÃO BATISTA

30 ANOS DE VIDA CONSAGRADA | IR. JOÃO BATISTA

Postado por PJM em Sem categoria

Salve, salve pessoal

Tudo certo?

 

Hoje temos um motivo muito especial para comemorar: os 30 anos de vida consagrada do nosso querido Brother John!!

Para quem não conhece, queremos contar um pouco da história dele:

João Batista Pereira nasceu em 1965, em Siderópolis/SC. Em 1977 foi morar em Criciúma e começou a estudar num colégio técnico chamado SATC. Foi neste colégio que conheceu o trabalho dos irmãos maristas.

Em janeiro de 1982 entrou para a casa de formação em Caçador/SC. Depois disso, seguiu o itinerário formativo em Jaraguá do Sul/SC, Pouso Redondo/SC e, por último Passo Fundo/RS, onde professou os primeiros votos em 1987.

Veio para Curitiba e começou a trabalhar no Colégio Paranaense em 1990, com o EDA/REMAR.

Morou na sede da antiga Província Marista de Santa Catarina (Florianópolis/SC) em 1997. Logo depois foi para Jaraguá do Sul, trabalhar no colégio, também com o EDA/REMAR.

De 2001 a 2003 foi para Roma, para um curso sobre pastoral juvenil. Depois disso, em 2004 começaram os processos para a estruturação da Pastoral Juvenil Marista, onde o Irmão estava diretamente envolvido.

Desde 2004 até hoje, vive em Curitiba, como Diretor Institucional do Setor de Pastoral.

Nessa jornada, foram mais de 20 anos dedicados diretamente às juventudes.

Em 2018, o irmão irá para as missões no Timor Leste, onde iniciará os trabalhos com as juventudes, em especial a PJM.

 

Agradecemos ao Brother John por toda a dedicação aos nossos adolescentes e jovens. Certamente Champagnat roga por sua vocação e se alegra com tanta disposição em estar próximos daqueles que são o motivo primeiro da existência do Instituto.

 

E que venham mais 30 anos de dedicação e alegria.

Parabéns Brother John!!!!!