Sem categoria

ago 30
MÊS VOCACIONAL | SÍNODO DOS BISPOS

MÊS VOCACIONAL | SÍNODO DOS BISPOS

Postado por PJM em Sem categoria

Salve, salve galera!!

Tudo certo??

Hoje queremos fazer um pedido especial para vocês:

 

Para nós Maristas é motivo de alegria que, no ano de 2018, o Sínodo dos Bispos acontecerá sob a luz do tema: Os jovens, a fé e o discernimento vocacional. Destacamos que, para a construção do Instrumentum laboris, que fundamentará a discussão de toda a Igreja, será realizada uma pesquisa em nível mundial, a fim de compreender as realidades dos jovens e de seus acompanhadores.

Uma vez que somos parte da Igreja, convidamos a cada um de vocês a participar desse grande movimento por meio desses questionários que foram encaminhamos a todas as dioceses do mundo e contribuirão no diagnóstico da evangelização com as juventudes:

Para os jovens (16 a 29 anos): questionário do vaticano

https://survey-synod2018.glauco.it/limesurvey/index.php/147718

Para os que trabalham com juventude (pastoralistas, irmãos, animadores vocacionais, educadores, etc):

https://goo.gl/forms/tUBxMXLS1SOvQMTn1

 

Para contribuir com as reflexões, produzimos um vídeo explicativo sobre a importância de nossa participação no Sínodo:

https://www.youtube.com/watch?v=nY5lGtEkk_Y&t=183s&spfreload=10

O prazo para responder os questionários é até o dia 15 de novembro de 2017.

A sua participação é muito importante para esse processo de escuta da igreja!

 

ago 3
“Peregrino Marista” | MSM Ir. Lourenço 2017

“Peregrino Marista” | MSM Ir. Lourenço 2017

Postado por PJM em Sem categoria

Salve, salve pessoal!!

Hoje queremos partilhar com vocês alguns depoimentos dos participantes da MSM Ir. Lourenço, que aconteceu em Nova Andradina/MS

A missão aconteceu dos dias 7 a 14 de julho, e foi uma bela experiência de imersão.

Estiveram envolvidos tanto o Laicato Jovem Marista, como os fraternos do Movimento Champagnat da Família Marista.

Foi muito belo!!

Confira os depoimentos:

Luciano de Oliveira – Fraternidade CHAMA – Ponta Grossa- PR

“Tu me seduzistes Senhor e eu me deixei seduzir.” Jeremias 20, 7 .

Ser peregrino marista é ser missão todo dia, nos lugares os quais Deus nos chama e nos interpela. Ser peregrino marista é um adjetivo que agrega o colo de Maria Boa Mãe com todo carinho e Espiritualidade e atravessa nosso coração. Ser peregrino marista é ser caminhante nos desafios diários da vida. Ser peregrino marista é ser um fotógrafo, que tem um olhar de Deus em tudo. Ser peregrino marista é acolher outros peregrinos, que também estão nos caminhos de Deus. Ser peregrino marista é estar aqui em Nova Andradina e sentir a presença de Deus nas famílias, nos pequenos irmãos de Maria, nos jovens, nas crianças e dar glórias a Deus… Ser peregrino é estar em família, com a família, sendo família marista. “Tudo a Jesus por Maria, tudo a Maria para Jesus” – São Marcelino Champagnat.

Somos peregrinos maristas que deixamos nossas rotinas, para mergulhar nessa experiência: diferente das anteriores já vivenciadas para os jovens leigos e para os fraternos Maristas a sua primeira.
A viagem começou em Maringá-PR nosso ponto de encontro e partida para a cidade de Nova Andradina/MS. Momento de conhecer quem seria as pessoas que passariam a semana comigo já que muitas delas eram desconhecidas. Partimos após o almoço e no ônibus já fomos vivenciando o ser marista.

Na chegada em Nova Andradina fomos recepcionados com um jantar realizado pela Fraternidade Mãe Pastora e as famílias que nos acolheriam durante aquela semana. Fiquei em uma casa que morava a mãe e uma filha professora de Geografia, mas eu tinha outras duas irmãs já casadas. Sendo que uma dessas irmãs acolheu outra missionária, a Iracema, da fraternidade São José da cidade de São José/SC. Minha ida e da Iracema naquela família foi para trazer mais união a eles e dar a resposta que eles estão no caminho certo. E foi uma semana de convivência intensa com vários almoços, jantares em conjunto a família toda, sendo que um desses jantares teve a presença de mais outros dois missionários fazendo a aproximação das famílias já que as mesmas não se conheciam e por causa dos missionários viraram amigas. Na missão Ir. Lourenço o propósito de convivência com as famílias, sem gestos concretos prevalece, mas durante a semana desenvolvemos algumas ações na comunidade como a festa Julina para proporcionar a convivência entre os missionários e as famílias acolhedoras, visita aos enfermos, brincadeira com as crianças, conversa com os grupos de jovens da cidade, doação de medula óssea, visita a casa acolhedora, ao conviver (grupo dos idosos da cidade)e a procissão das luzes que contou com um terço a Maria. No último dia de atividades fizemos um jantar de encerramento, e esse jantar foi feito por nós missionários como forma de agradecer a recepção daquele povo tão amoroso e hospitaleiro, no jantar fizemos um remember da semana. Estar junto aos fraternos do Movimento Champagnat da Família Marista possibilitou vivenciar o ser marista com maior naturalidade, mesmo que a cidade de Nova Andradina não haja mais a presença dos irmãos os fraternos que lá moram vivenciam diariamente o carisma Marista e aos poucos estão ganhando espaço naquela cidade. Todo Missão é único e deixa suas marcas tanto nas pessoas que nos acolhem e/ou convivem conosco durante aquela semana como também em nós missionários que aprendemos mais com essas pessoas do que elas conosco. Finalizo dizendo, valeu a pena deixar a minha rotina para vivenciar essa experiência! Somos peregrinos Maristas.

Igor Bellenda – Laicato Jovem de Curitiba
Saí de minha cidade, de minha rotina, de minha família para uma experiência diferente. Cheguei a Maringá/PR, cheio de expectativas, ao ir a Nova Andradina/MS, passar uma semana convivendo e trabalhando com pessoas nas quais a maioria eu não conhecia. Mas era durante a viagem que a missão já começava, e o nosso caminho de peregrino também. Eis que chegamos a cidade de Nova Andradina, e já fomos muito bem acolhidos pela fraternidade Mãe Pastora. Tudo começou com um jantar preparado especialmente pela fraternidade para nós missionários e logo em seguida já fomos anunciados as famílias nas quais fomos acolhidos durante a semana toda. Fiquei na casa da dona Sirlei e do seu Rogério, que foram os meus pais adotivos nesta semana. Tive uma boa e fraterna relação com minha “mãe” de missão, com muitas conversas que tive com ela ao longo da semana, como se fosse uma boa relação entre mãe e filho. A convivência com as famílias, sem dúvida, era a base da Missão Ir. Lourenço, mas mesmo assim não deixamos de fazer algumas atividades em prol da comunidade, como por exemplo a Festa Junina do salão da Igreja, as visitas aos doentes, as famílias e as atividades com as crianças. Cada uma delas, principalmente as visitas as famílias da comunidade e aos doentes marcaram muito a todos, e quem acabou aprendendo sobre uma nova realidade fomos nós mesmos os missionários. Cada experiência acabou marcando e ensinando a gente de muitas maneiras. O fato de estarmos junto ao Movimento Champagnat só aumentou mais a nossa união e força de trabalho, pois independente de que grupo ou realidade participássemos, fizemos todos juntos um excelente trabalho, e conseguimos trazer a Nova Andradina o carisma marista. Com toda certeza, trouxemos nossa marca e nosso jeito de ser para aquela cidade, e que nunca serão esquecidos. Pois ser missionário e peregrino Marista é deixar a sua rotina de lado e vivenciar uma nova experiência junto a pessoas e realidades que você não conhece. E a missão não para. Somos todos agora convidados a sermos missionários em nossas próprias realidades.

Por Dhiovana Francini.

jul 31
VIDEOCONFERÊNCIA DA PJM

VIDEOCONFERÊNCIA DA PJM

Postado por PJM em Sem categoria

Salve, salve galera!!

Tudo certo??

 

Lembramos a todos e a todas que quarta-feira, dia 02 de agosto, teremos a videoconferência da PJM, a partir das 14 horas.

 

As pautas serão:

  • II Congresso Nacional da PJM
  • Encontro das Comissões de Juventudes
  • Calendário 2018
  • Articuladores da PJM

 

Esperamos vocês!!!

maio 17
VOLUNTÁRIOS II CONGRESSO NACIONAL DA PJM | SELECIONADOS

VOLUNTÁRIOS II CONGRESSO NACIONAL DA PJM | SELECIONADOS

Postado por PJM em Sem categoria

Queridos (as) jovens!

É com alegria que divulgamos a lista dos selecionados para compor a “equipe do avental” do II Congresso da PJM.

Agradecemos todos os jovens interessados em se colocar a serviço neste importante momento para a PJM. Foi um processo difícil e demorado mas, em diálogo com a Comissão Provincial, buscamos o caminho mais assertivo e justo na escolha destes voluntários.

Edital 003/2017 – Resultado da seleção de Voluntários

https://drive.google.com/open?id=0B60hsSQSjAlRZ2ZDMF82WVZDZXM 

Que Maria, a boa mãe, continue fazendo tudo por nós e entre nós. Que assim seja!

Setor de Pastoral e Comissão Provincial de Juventudes | Grupo Marista

 

abr 25
CONVOCAÇÃO DE VOLUNTÁRIOS | 2º CONGRESSO NACIONAL DA PJM

CONVOCAÇÃO DE VOLUNTÁRIOS | 2º CONGRESSO NACIONAL DA PJM

Postado por PJM em Sem categoria

Salve, salve galera!

Hoje temos uma notícia bem legal para vocês:

Está aberto o edital para convocação dos jovens que tenham interesse de compor a equipe de voluntários para o 2º Congresso Nacional da PJM.

O prazo para inscrição é até o dia 10 de maio.

No edital tem todas as informações que você precisa saber.

Boa sorte a todos e todas!!

https://drive.google.com/file/d/0B60hsSQSjAlRNC1hek04YWFsUzQ/view?usp=sharing

 

mar 16
QUARESMA, VITÓRIA DA MISERICÓRDIA

QUARESMA, VITÓRIA DA MISERICÓRDIA

Postado por PJM em Sem categoria

Quaresma é período de quarenta dias que antecedem a principal celebração do cristianismo: a Páscoa, a ressurreição de Jesus Cristo, que é comemorada no domingo e praticada desde o século IV.

A Quaresma começa na Quarta-feira de Cinzas e termina no Domingo de Ramos, anterior ao Domingo de Páscoa. Os cristãos fazem penitencias, caridades, orações e jejuns para lembrar os 40 dias passados por Jesus no deserto e os sofrimentos que ele suportou na cruz. Esses quarenta dias são para nos reconciliarmos com Deus, nos arrependermos dos pecados e fazer atos, sejam espirituais ou físicos.

Papa Francisco diz na missa de quarta-feira de cinzas: Quaresma, vitória da misericórdia.

Para Francisco disse que o sopro de vida que vem de Deus “nos liberta daquela asfixia de que muitas vezes nem estamos conscientes, habituando-nos a olhá-la como normal, apesar de seus efeitos que se fazem sentir; parece-nos normal, porque nos habituamos a respirar um ar em que a esperança é rarefeita, ar de tristeza e resignação, ar sufocante de pânico e hostilidade”.

 

Quaresma, tempo de dizer não

A Quaresma é o tempo para dizer não. Não à asfixia do espírito pela poluição causada pela indiferença, pela negligência de pensar que a vida do outro não me diz respeito; por toda a tentativa de banalizar a vida, especialmente daqueles que carregam na sua própria carne o peso de tanta superficialidade. A Quaresma significa não à poluição intoxicante das palavras vazias e sem sentido, da crítica grosseira e superficial, das análises simplistas que não conseguem abraçar a complexidade dos problemas humanos, especialmente os problemas de quem mais sofre. A Quaresma é o tempo de dizer não; não à asfixia duma oração que nos tranquilize a consciência, duma esmola que nos deixa satisfeitos, dum jejum que nos faça sentir bem. A Quaresma é o tempo de dizer não à asfixia que nasce de intimismos que excluem, que querem chegar a Deus esquivando-se das chagas de Cristo presentes nas chagas dos seus irmãos: espiritualidades que reduzem a fé a culturas de gueto e exclusão.”

 

Quaresma, tempo de memória

O Papa disse ainda que “a Quaresma é tempo de memória. É o tempo para pensar e nos perguntar: Que seria de nós se Deus nos tivesse fechado as portas? Que seria de nós sem a sua misericórdia, que não se cansou de nos perdoar e sempre nos deu uma oportunidade para começar de novo? A Quaresma é o tempo para nos perguntarmos: Onde estaríamos nós sem a ajuda de tantos rostos silenciosos que nos estenderam a mão de mil modos e, com ações muito concretas, nos devolveram a esperança e ajudaram a recomeçar?”

“A Quaresma é o tempo para voltar a respirar, é o tempo para abrir o coração ao sopro do Único capaz de transformar o nosso pó em humanidade. É o tempo não tanto para rasgar as vestes frente ao mal que nos rodeia, mas, sobretudo, para dar espaço na nossa vida a todo o bem que podemos realizar, despojando-nos daquilo que nos isola, fecha e paralisa. A Quaresma é o tempo da compaixão para dizer com o salmista: Dai-nos, Senhor, a alegria da tua salvação, sustentai-nos com um espírito generoso, a fim de proclamarmos com a nossa vida o teu louvor e que o nosso pó – pela força do teu sopro de vida – se transforme em pó enamorado”.

E você, como tem vivenciado a sua quaresma?

Por Larissa dos Santos Barbosa

mar 6
CAMPANHA SANGUE MARISTA | PARTILHA

CAMPANHA SANGUE MARISTA | PARTILHA

Postado por PJM em Sem categoria

Campanha Sangue Marista

Entre os dias 20 de fevereiro à 5 de março, aconteceu a III campanha Sangue Marista em várias cidades de nossa província.
Partindo de participantes da Missão Solidária Marista como um marco pós MSM, a medida visou incentivar as doações de sangue no Carnaval, época considerada crítica nos Hemocentros.

Rafael Rossato ex-aluno do Colégio Marista de Maringá participou da campanha, e afirma que a ação foi muito prestativa e humilde. “É uma representação nobre e atual do amor Champagnat, por isso acho esse projeto algo bonito”.

Alguns não puderam participar, mas mesmo assim não deixaram de contribuir. É o caso da Ana Schnaider do CSM Santa Mônica de Ponta Grossa, que não conseguiu doar porque colocou piercing recentemente, assim levou a mãe dela, Silmara Schnaider, para doar. Silmara se sentiu bem de ir para o Hemocentro:
É muito gratificante fazer uma doação de sangue, e sempre que tiver a campanha, eu vou participar“, diz

Quem participou foi convidado a tirar uma foto com as hashtags #sanguemarista #MillionMarists para divulgação da campanha e eis algumas fotos daqueles que colaboraram.

Mesmo com o fim dessa edição da campanha, os hemocentros continuam precisando de Sangue durante todo o ano. Para cada doação de 450ml feita por uma pessoa, outras quatro podem ser ajudadas. Para saber como doar e quais os requisitos necessários, consulte em https://www.uel.br/hu/hemocentro/pages/requisitos-para-doar.php

Por: Dhiovana Francini e Igor Bellenda

fev 21
JMJ 2019 | PANAMÁ

JMJ 2019 | PANAMÁ

Postado por PJM em Sem categoria ,

Salve, salve galera!!

Queremos partilhar com vocês hoje algumas notícias sobre a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) de 2019.

A JMJ de 2019, será no Panamá, dos dias 22 a 27 de janeiro.

O tema da JMJ no Panamá será “Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra (Lc 1, 38)”, conforme anunciado pelo Vaticano em 22 de novembro de 2016. Até lá, haverá duas JMJs, celebradas em âmbito diocesano, e que também terão como foco Maria: “Grandes coisas fez por mim o Onipotente (Lc 1, 49), em 2017, e “Não temas, Maria, pois encontraste graça diante de Deus (Lc 1, 30), em 2018.

A última edição do evento foi realizada em Cracóvia, na Polônia, de 26 a 31 de julho de 2016. No último dia, na Missa de envio, o Papa Francisco anunciou que a sede da próxima edição seria o Panamá, país localizado na América Central.

Os preparativos para o grande evento da juventude mundial já começaram. No dia 12 de janeiro, foi realizado o primeiro encontro com representantes das paróquias sobre a acolhida dos peregrinos. Embora o evento seja só em 2019, daqui a dois anos, um dos temas que requerem maior atenção é a acolhida dos milhares de peregrinos de todo o mundo.

Fonte: http://noticias.cancaonova.com/especiais/jmj/jmj-2019-no-panama-sera-de-22-27-de-janei

jan 31
SÃO JOÃO BOSCO | PATRONO DA JUVENTUDE

SÃO JOÃO BOSCO | PATRONO DA JUVENTUDE

Postado por PJM em Sem categoria

Hoje, 31 de janeiro, é lembrada a morte de São João Bosco. Considerado patrono da juventude por João Paulo II, dedicou a sua vida aos jovens, principalmente os mais necessitados.

Desde sempre, João Bosco tinha a intenção de se tornar religioso e dizia: “Quando crescer quero ser sacerdote para tomar conta dos meninos. Os meninos são bons; se há meninos maus é porque não há quem cuide deles”.

Nascido na Itália, perdeu seu pai muito cedo. Sua mãe não era alfabetizada e tinham muitas dificuldades financeiras.

Tinha o sonho de estudar e, para conseguir, teve até que mendigar. Fazia quase todos os tipos de trabalhos da época.

Para se tornar sacerdote, teve que passar por poucas e boas, inclusive sendo chamado de louco por alguns.

Dedicou a sua vida pelo bem-estar dos jovens, em especial os órfãos, para evitar que fossem explorados ou aliciados para o crime.

Uma de suas frases nos serve de inspiração: “Nossa vida é um presente de Deus e o que fazemos dela é nosso presente a Ele”.