Sem categoria

jan 30
PUCPR participa de encontro de Pastoral Universitária da CNBB

PUCPR participa de encontro de Pastoral Universitária da CNBB

Postado por PJM em Sem categoria

Com os objetivos de articular processos, apresentar novas propostas de atuação, compartilhar experiências positivas e atualizar a equipe sobre temáticas pertinentes, representantes das Pastorais Universitárias de todo país se reuniram entre os dias 27 e 29 de janeiro no Centro de Acolhida Missionária no Rio de Janeiro para o VI Encontro Nacional de Colaboradores do Setor Universidades da Conferência Nacional do Bispos do Brasil (CNBB).

Impulsionados pela fala inicial intitulada “Papa Francisco e a eclesiologia do Concílio Vaticano II: elementos para reflexão”, proferida por Dom João Justino de Medeiros Silva, Bispo Auxiliar de Belo Horizonte e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Cultura e Educação da CNBB, os agentes de pastoral universitária seguiram o encontro envolvidos pelo desejo de, cada vez mais, otimizar a atuação pastoral dentro das diversas IES de nosso país.

Para Valcir Moraes, da Pastoral PUCPR, a participação em encontros promovidos pela CNBB reforça o senso de unidade com a Igreja e contribui para troca de experiências com outras regiões do Brasil: “Através destas iniciativas atendemos o pedido do Papa Francisco para sermos uma pastoral que está em constante movimento de saída, que vai ao encontro das diferentes realidades e anuncia a Boa Nova em todas as circunstâncias”.

Outras informações em www.universitarioscristaos.com.br

jan 19
Diário de Bordo – 3º e 4º dia da MSM de São Paulo

Diário de Bordo – 3º e 4º dia da MSM de São Paulo

Postado por PJM em Sem categoria

Qual a luz que nos guia? E começamos o 3º dia instigados por essa pergunta. E era perceptível que as lamparinas dos corações haviam se acendido. Provocados à iluminar os lugares onde passaríamos  e a receber cada vez mais óleo para manter-nos acesos, fomos à rua. MAS embaixo de uma chuva torrencial, e é claro que isso não desanimou em nada.

chuva

E demos início aos trabalhos. E nesses dois dias a rotatória ia ganhando cor, vida, sentimentos, força. A praça ficava de cara nova, mais limpa, clara, feliz. As crianças iam nos entregando sorrisos, amor, carinho, felicidade. Um prato cheio pra realizar a Missão Solidária com maestria.

2017-002DSC_4419

“Sinto-me lisonjeado por poder estar presente no ato concreto e em outras unidades com crianças. Pois pude me sentir como ‘gente grande’, assumindo compromissos e responsabilidades e logo depois, voltar a ser criança, brincando e vivenciando momentos que marcaram minha vida. Tô amando, quero muito mais”  (Vinicio Miranda – Participante da PJM do CSM Ir. Rui)

E Deus viu que era bom, 3º dia.

No início do 4º dia, fomos surpreendidos com os pensamentos de: CADÊ O CAFÉ? Ele estava em torno da mesma mesa, numa espiritualidade rodeada de aconchego e um belo café da manhã, fomos recordados da importância de estar à mesa com os que nos rodeiam. E estar à mesa é acolher, partilhar, vivenciar e ficar junto, querer ouvir.

DSC00165

“A caminhada começa cedo… O dia de hoje foi marcado por emoção. Ao visitar uma simples casa, cumprimentar a família acolhedora, concordamos que será um simples bate-papo, mas aos poucos os relatos de uma vida carregada de vivências, vai ganhando nossos corações. Com isso, aprendemos mais do que qualquer outra coisa. Posso ver que, em uma missão não só passamos uma boa mensagem e algo concreto, mas que podemos ser muito melhores e que podemos crescer espiritualmente com os Montagnes os quais estamos em busca.” (Crislanne Costa – Participante da PJM do CSM Ir. Justino)

E continuamos por aqui, nesses dias, na esperança de dias melhores e de que São Pedro dará uma segurada na chuva, para que continuemos nossa caminhada e nossos gestos concretos.

jan 13
MISSÃO SOLIDÁRIA MARISTA 2017

MISSÃO SOLIDÁRIA MARISTA 2017

Postado por PJM em Sem categoria

Salva, salve galera!!

Estamos nos aproximando da nossa conhecida e amada Missão Solidária Marista. Que alegria!!

Vamos partilhar algumas informações sobre os locais de missão, só para vocês terem um gostinho do que nos espera!!

 

Esse ano teremos 5 locais de missão:

  1. Almirante Tamandaré – PR

– Cerca de 73 participantes e mais de 30 envolvidos na equipe de trabalho.

– Os gestos concretos envolverão a atuação em duas escolas da região e as oficinas.

 

  1. Chapecó/Cordilheira Alta – SC

– Cerca de 105 participantes e mais de 40 envolvidos na equipe de trabalho.

– Os gestos concretos envolverão as oficinas e a revitalização de espaços comunitários de Cordilheira Alta, cidade a 20 km de Chapecó.

 

  1. Londrina – PR

– Cerca de 105 participantes e mais de 20 envolvidos na equipe de trabalho.

– Os gestos concretos envolverão as Ruas de recreio e a revitalização do espaço de convivência Viva a vida e do muro da unidade.

 

  1. São José – SC

– Cerca de 135 participantes e mais de 50 envolvidos na equipe de trabalho

– Os gestos concretos envolverão a revitalização de uma creche e uma escola e também a limpeza e construção de um espaço de convivência, bem como as oficinas.

 

  1. São Paulo – SP

– Cerca de 57 participantes e mais de 20 envolvidos na equipe de trabalho

– Os gestos concretos envolverão a revitalização de um espaço de convivência, fóruns, atividades culturais e esportivas com os jovens da comunidade, bem como as oficinas.

 

Ao total, serão mais de 600 pessoas envolvidas nas atividades da Província.

Certamente a Missão Solidária Marista está no coração dos jovens. Por isso, o mais importante é ir com o coração aberto, para receber todas as experiências, e voltar com a roupa suja, os pés doloridos e a certeza de que o Cristo caminhou conosco.

 

Desejamos a todos e a todas uma excelente Missão!

Que Marcelino Champagnat e Maria, nossa Boa Mãe, estejam conosco em todos os momentos.

 

nov 17
MEMÓRIA DE UMA EXPERIÊNCIA | RETIRO LAICATO JOVEM

MEMÓRIA DE UMA EXPERIÊNCIA | RETIRO LAICATO JOVEM

Postado por PJM em Sem categoria

O feriado da Proclamação da República reservou muitas histórias aos 25 jovens do Laicato Marista que participaram do Retiro Itinerante. O destino era Guaraqueçaba, um belo e simpático Município localizado no litoral norte do estado do Paraná. Em três dias, 70 quilômetros ficaram para trás. As dores, bolhas, risadas, partilhas e a chuva foram as principais companheiras durante todo o percurso. Devagar, pouco a pouco, trilhamos o caminho na presença de Jesus e seus discípulos, de Maria, nossa Boa Mãe e de Marcelino, nosso Pai Fundador.

Era uma manhã chuvosa em Curitiba, aos poucos os guerreiros foram chegando no Portão 4 da PUCPR para juntos partirem em direção à Guaraqueçaba. O entusiasmo e otimismo tomou conta de todos que ali se reuniam. “Fiquem tranquilos, em Guaraqueçaba não estará chovendo e é mais quente que aqui”. Rezemos.

O grupo fez uma parada estratégica em Morretes. Hora de conhecer as belezas daquela pequena cidade e degustar seu famoso barreado. De lá, devidamente alimentados, partimos em direção ao Município de Guaraqueçaba.  Nosso primeiro dia de caminhada iniciou próximo às 16h, no quilometro 16 da PR 405. A meta era percorrer 20 quilômetros, tendo como motivação o descanso em uma cama quente e o alimento preparado com muito carinho na casa da Dona Tuta e do Seu Ivori.  Ir. Jorge Gaio conduziu a mística e as reflexões desta primeira etapa. Sob a inspiração dos discípulos de Emáus caminhamos por quase 6 horas até chegar na comunidade do Tagaçaba. As recompensas fizeram valer todo o esforço.

Amanheceu. Nada melhor do que uma boa noite de sono para revigorar as energias. Afinal, o próximo trecho seria um pouco mais longo e mais íngreme. Isso exigiria um pouco mais de nossos peregrinos. 22 quilômetros é o que tínhamos pela frente naquele dia. A chuva insistia em permanecer conosco. Seguimos com ela em direção a Comunidade do Ipanema. Neste segundo dia ganhamos uma nova companheira de caminhada. Maria. Ir. Ronaldo trouxe a presença e espiritualidade dela para nossa caminhada. Com Maria, partimos depressa para desvendar uma nova realidade e experiência no caminho.

Fomos recebidos na Igreja do Ipanema. Naquela noite lá seria nosso espaço para repor as energias. Deixamos Ipanema na manhã de segunda-feira. O sentimento de tristeza pelo início do fim já dava sinais. Era o último dia de caminhada. Faltavam apenas 25 quilômetros. Antes de chegar em Guaraqueçaba, fomos conhecer a Reserva Natural do Salto do Morato. Mesmo com chuva, seria um pecado não aproveitarmos a oportunidade. Uma natureza intocada nos dava as boas-vindas. Valeu a pena chegar até ali. Após o almoço, seguimos para Guaraqueçaba.

Como em alguns momentos da vida, muitas vezes precisamos de um auxílio, uma mão que nos ampare. O último trecho seria o mais difícil, pois nele somava-se o cansaço dos dias anteriores. A Kombi foi preciosa neste momento. Esteve conosco durante todo o percurso, mas nesse trecho, em especial, ela foi fundamental.

Chegamos em Guaraqueçaba, nosso destino final, próximo às 19h. O sentimento era de gratidão. Gratidão por tudo o que vivemos no caminho, pelos vínculos criados por meio das partilhas, pelas alegrias e histórias que juntos podemos dividir ao longo dos 70 quilômetros. Nos dirigimos até o Centro Social Marista Ir. Panini. Muitos nunca haviam estado naquele espaço, mas o sentimento era de realmente estarmos em casa. Onde houver um Marista nos sentiremos em casa.  Ali passaríamos nossa última noite.

 Com o barulho da chuva nossos peregrinos foram acordados na manhã de terça-feira. Era chegado o momento de se despedir. Antes de fechar a mala, ainda havia tempo para uma última partilha e ecos daquilo que foi o Retiro. Com o coração transbordando de alegria e gratidão nos despedimos daquela terra que nos acolheu de forma simples, singela e humilde. Guaraqueçaba.

Somos muito gratos pela presença de todos os jovens que se propuseram a viver esta experiência. Sem vocês nada disso faria sentido (se é que faz sentido caminhar 70 quilômetros a pé). Gratidão às pessoas que se dedicaram na construção da atividade, e estiveram presentes no decorrer da mesma, contribuindo em tudo no que era necessário. Gratidão às pessoas de Guaraqueçaba pela maestria na acolhida para conosco, e à Direção do Centro Social Marista Ir. Panini. De coração, somos gratos a Deus por essa rica experiência.

Até a próxima!

Setor de Pastoral | Grupo Marista

 

nov 3
CADASTRO | EQUIPE JOVEM MISSÃO SOLIDÁRIA MARISTA 2017

CADASTRO | EQUIPE JOVEM MISSÃO SOLIDÁRIA MARISTA 2017

Postado por PJM em Sem categoria

CADASTRO | EQUIPE JOVEM MISSÃO SOLIDÁRIA MARISTA 2017

Estimados (as) Jovens,

Dentre as diversas iniciativas de solidariedade desenvolvidas pela Pastoral do Grupo Marista, a Missão Solidária Marista (MSM) é uma das mais significativas. Trata-se de uma atividade que tem por objetivo promover a educação para a solidariedade a partir de uma experiência vivencial de aprendizado recíproco e dialógico, utilizando-se da metodologia de imersão em realidades sociais desafiadoras, sobretudo de vulnerabilidade social.

Em 2017, a MSM – Ir. Miguel Angel será realizada de 15 a 21 de janeiro, em cinco localidades: Almirante Tamandaré (PR), Chapecó (SC), Londrina (PR), São José (SC) e São Paulo (SP).

Desde o ano de 2013, foi estabelecido que a participação na MSM Ir. Miguel Angel teria como critério a presença em no máximo três MSM’s, tendo em vista o Itinerário de Educação para Solidariedade, desenvolvido pelos Setores Provinciais do Grupo Marista. Contudo, sabemos que há o interesse e disponibilidade de muitos jovens, ex-alunos/es-educandos e leigos, em contribuir com o desenvolvimento desta primeira etapa do Itinerário: a MSM Ir. Miguel Angel.

A partir desta demanda, o Setor de Pastoral optou por realizar um cadastro para ex-alunos/ex-educandos, com ou sem vínculo com as Unidades, que tenham o desejo de contribuir com a experiência. Ressaltamos que o cadastro é destinado para jovens com três ou mais MSM’s (Miguel Angel e/ou Henri Vergès) e que o preenchimento não garante a participação nas equipes de coordenação, tendo em vista a demanda de cada local da experiência. Os custos com deslocamento e alimentação até o local da experiência é de responsabilidade de cada jovem. O cadastro pode ser realizado até 30 de novembro de 2016 pelo seguinte link https://goo.gl/b0lrlM. Agradecemos a disponibilidade de todos e todas para com a realização dessa significativa experiência de solidariedade! Colocamo-nos a disposição para possíveis dúvidas. Que Maria, nossa Boa Mãe, permaneça a conduzir os nossos caminhos!

 

Atenciosamente,

Ir. João Batista Pereira                                                                          César Leandro Ribeiro

Diretor Institucional do Setor de Pastoral                        Diretor Executivo do Setor de Pastoral

out 20
AÇÃO DO DIA DAS CRIANÇAS | PJM UNIVERSITÁRIA

AÇÃO DO DIA DAS CRIANÇAS | PJM UNIVERSITÁRIA

Postado por PJM em Sem categoria

“Tenham coragem, não tenham medo de sonhar coisas grandes. ” (Papa Francisco).

No último dia 12 de outubro, a PJM Universitária se reuniu com o grupo Coletivo CWB e a ONG Acolher para uma ação do Dia das Crianças, no bairro Uberaba.

Olha o que os estudantes contam sobre isso:

“Tomamos a iniciativa no momento em que vimos o evento no Facebook. Cada um se prontificou individualmente e entrou em contato com o Coletivo para participar como voluntário. O dia foi repleto de brincadeiras, doces, distribuição de brinquedos. Foi uma experiência enriquecedora! A PJM tem crescido cada vez mais dentro da PUC, e é muito importante que continuemos cada vez mais engajados. Ter contato com ações externas é necessário pois nos dá impulso para que façamos nossas próprias ações futuramente. Uma particularidade nessa ação foi justamente o fato de se tratar de uma ação externa, sem vínculo com a PUC ou com a PJM. O nome da PJM não foi evidenciado em nenhum momento, mas procuramos manifestar em nossas ações os valores Maristas, sendo presença significativa, acolhendo e se doando ao trabalho, pois acima de tudo nossa maior motivação foi o amor ao próximo. Foi muito bonito ver cada um ajudando no possível, e também se divertindo, afinal, aproveitamos para recordar a infância, que é uma fase tão única! Alguns até pularam na cama elástica! O dia rendeu risos, muitos doces, alegria e algumas marcas de queimadura para quem ficou embaixo do sol (detalhe: o dia estava lindo!) mas, sobretudo, encerramos o dia mais esperançosos, assim como o olhar de cada criança que passou por nós.”

Participantes: Igor Bellenda, Ester, Lu Maruo, Hannah, Lê Michalinchen, Yasmin, Gu Silva, Yuri.

Por Juliana Zanona

out 19
II CONGRESSO DE EDUCANDOS E FAMÍLIAS

II CONGRESSO DE EDUCANDOS E FAMÍLIAS

Postado por PJM em Sem categoria

De 11 a 14 de outubro  aconteceu o V Congresso Marista de Educação, em Recife-Olinda/PE. O evento organizado pela UMBRASIL, reuniu cerca de 2 mil pessoas no Centro de Convenções de Olinda/PE. Paralelo a este encontro, acontecia no mesmo espaço o II Congresso de Educandos e Famílias. Para este Congresso estiverem presentes 101 jovens Maristas, vindos das diversas Regiões do Brasil e de diferentes áreas da Instituição Marista. O Grupo Marista esteve representado por 22 jovens.

Tendo em vista as diversas realidades juvenis existentes hoje, o cronograma do Congresso de Educandos focou em temáticas que pudessem despertar nos jovens o interesse e a participação ativa em todos os momentos. Temas como políticas públicas de educação, identidade de gênero, desigualdade e questões raciais foram trabalhadas no decorrer dos três dias. Além disso, o encontro se mostrou um espaço privilegiado para a partilha e indagações dos jovens sobre o modelo de escola que temos e a escola que realmente queremos.

Na abertura do Congresso o jovem Rafael Falcão, membro do Subcomitê do Congresso de Educandos e Famílias e estudante do 2º ano do EM do Colégio Marista de São Luís de Recife/PE, representou todos os jovens participantes na mesa de abertura do evento. Abaixo, compartilhamos na integra o discurso do Rafael para que o sentimento vivido naquele momento, ao ouvir o seu discurso, se perpetuem em outros espaços-tempos. Sem dúvida, a profundidade e conteúdo presentes no texto nos enchem de orgulho e esperança, e nos fazem crer cada vez mais numa juventude atuante, protagonista e sonhadora.

Discurso do estudante Rafael Tenório Falcão (2º ano do Ensino Médio do Colégio Marista São Luís – Recife – PE) na abertura do 5º Congresso Internacional Marista de Educação e 2º Congresso Marista de Educandos e Famílias, realizada no Teatro Guararapes (Centro de Convenções de Pernambuco – Olinda – PE) em 11/10/2016.

Boa noite!

Senhoras e senhores; amigos e amigas Maristas; companheiros de luta e paz;
Que alegria está, hoje, representando aqui nesse palco 101 educandos que, com certeza, farão um inesquecível congresso para a história da educação pernambucana e para a história da educação Marista.
Minha única e cordial saudação nesta noite histórica dirige-se ao cidadão brasileiro, ressabiado do futuro da nação. Minha mensagem é, sobretudo, ao professor e ao aluno, ao educador e ao educando, ao mestre e ao aprendiz. Minha palavra é uma só: fé. Fé em Deus, fé na vida, fé no homem, fé no que virá. Fé de que sempre podemos e iremos melhorar. Fé, essencialmente, para não desistir. Histórica para mim, enquanto jovem, e para o Brasil Marista nessa caminhada rumo ao Bicentenário do instituto, essa noite é um altivo “não”ao pessimismo.
Somos a utopia protagonista de uma educação crítica e humana. De qualidade e para todos. Educação como prática da liberdade. Educação coerente como cura das mazelas sociais. Somos a pedagogia da presença e a cultura do encontro. Somos juventude convicta.
Os muros de hipocrisia e as cortinas intolerantes do cotidiano, todavia, insistem em nos rodear. O Brasil é maior que as crises que lhe tentam tirar a esperança.
Como pernambucano e bom anfitrião, é imensa a alegria em recebê-los! Imensa alegria em conhecê-los! Sou Chico, sou Gonzaga, sou Vitalino, sou Paulo. Sou, infelizmente, os resquícios da Casa Grande e Senzala de Gilberto Freyre. Sabe quem sou eu? Sou cultura tolerante e gentil, sou um pedacinho do Brasil! Sou a simplicidade e a fé popular. Sou os milhares de fiéis subindo o Morro da Conceição de Casa Amarela. Sou a devoção por Frei Damião. Sou Recife e Olinda, Veneza Brasileira e Marim dos Caetés. Eu sou forró, brega e frevo. Sou Dominguinhos, Rossi e Capiba. Sou litoral, sou agreste, sou sertão. Sou a pernambucanidade das lutas libertárias: revolução dos Padres, Confederação do Equador e Revolução Praeira. Sou Pernambuco, cabra da peste e menina bonita da gota serena. Sou, antes de tudo, um forte. Sou o realismo esperançoso do saudoso Ariano Suassuna. Sou o mangue de Science. Sou a economia pujante, inovação minimizando as páginas cruéis desse livro quase que best-seller, intitulado desigualdade. Minha tradição é a insurgência. Minha história é essa gente de fibra, serva só do ideal e do sonho, com
coragem de enfrentar a vida. Sou espaço-tempo de fé, cultura e vida.
Somos a luta por um país socialmente mais justo, por uma educação crítica e formadora. Somos o 5º Congresso Internacional Marista de Educação e 2º Congresso Marista de Educandos e Famílias. Aqui, não poderia deixar de expressar minha gratidão ao subcomitê de educandos e famílias, ao Colégio Marista São Luís e a minha família que aqui está presente.Somos as discussões acerca das famílias. Somos a educação como processo humano e ato político. Somos o uso das tecnologias. Somos protagonistas de um futuro humano, coerente e da gente! Somos jovens: somos a incerteza, a alegria, a risada, a gíria. Somos Maristas de coração: por isso, nossa felicidade é tornar problemas absurdos, desafios apaixonantes.
Aos educadores, a certeza de que com vocês eu aprendi a arte de amar, a lição de Champagnat nos faz uma família que propaga felicidade. Em tempos contemporâneos de obscuridade, tornou-se difícil ser grato. Precisamos ir na onda contrária à mecanização do sentimento. Uma educação que não faz distinção e ama, corajosamente, a todos igualmente proporcionará um sincero e recíproco laço de amizade entre alunos e professores, educandos e alunos. É fato inegável que temos uma dívida mais do que social: de respeito e de valorização. Por isso, a Champagnat, minha palavra é sempre de gratidão. Aos professores, companheiros de ideais, compartilho, em nome de alunos não perfeitos e sim convictos, meu sentimento de perdão e gratidão. Perdão pela nossa quase constante desvalorização e indiferença. Gratidão pela persistência. Nossa gratidão é uma dívida que não prescreverá nunca. Assim sendo, as carismáticas palavras de Dom Hélder Câmara, dom da paz e irmão dos pobres, nos inspiram: “As pessoas te pesam? Não as carregue nos ombros. Leva-as no coração.”
Assim como São Marcelino Champagnat, vocês, educadores, nos carregam de forma intensa e amiga em seus corações.
A França Revolucionária de José Bento Marcelino Champagnat, nosso pai fundador, profundamente marcada pela dor das desigualdades, ainda sobrevive. Sobrevive, infelizmente, no Brasil de 2016. Sobrevive no Brasil real. No Brasil das crises. Clamamos, com ardor, por valores. Esta é a nossa maior crise. Clamamos, com esperança, por uma educação que transforme. Tenha, certeza, Champagnat, você, seu sonho e sua história, sobreviverão na nossa coragem fortalecida pelos teus ideais humildes, revolucionários e marcantes. As palavras nos faltam. O que dizer de alguém que fez de Maria, Boa Mãe, nosso grande, universal e habitual recurso? Por isso, a você Marcelino, gratidão. Teus sonhos, Champagnat, hoje, são a nossa missão. Hoje, enquanto herdeiros da promessa, agentes do presente e engenheiros do futuro, certamente, somos Champagnat.
E o Brasil, tem jeito? O Brasil terá jeito quando combatermos as periferias da existência, combalidas pela hipocrisia e indiferença. O Brasil terá jeito quando exercermos a plena
cidadania. Enquanto a postura perante a política for de apatia, o Brasil, realmente, não terá jeito. Enquanto a postura perante a educação for de descaso, o Brasil, sinceramente, não terá jeito. Enquanto a postura perante as minorias, social e historicamente oprimidas, for de arrogância, o Brasil, realmente, não terá jeito. Enquanto a dimensão do conhecimento possuir muros, limitando-se às paredes dos que têm oportunidade, o Brasil, sinceramente, não terá jeito.
Sou do time da esperança, entretanto. O Brasil tem jeito. Sou do time que não desiste fácil, é pegado no serviço como se diz em Pernambuco. Sou do time da humildade, do diálogo. Sou do time dos pernambucanos de sangue e de coração: Paulo Freire, Dom Hélder Câmara, Gilberto Freyre, Ariano Suassuna, Miguel Arraes, Joaquim Nabuco, Josué de Castro e tantos outros filhos desta nova Roma de bravos guerreiros.
Hoje, tantos outros filhos, igualmente importantes, completam esse time. Sou eu, é você, somos nós. A nossa agenda é a construção do Estado cidadão: democrático e com educação de qualidade para todos. Generoso com as diferenças mas equilibrado regionalmente e socialmente.
Com os pés no chão, os olhos no futuro e a convicção de que com largueza de visão e capacidade de promover autênticas revoluções de corações, estejamos atentos, esperançosamente, ao que anunciou o mestre Gilberto Freyre: “Eu ouço as vozes, eu vejo as cores, eu sinto os passos. De outro brasil que vem aí. Mais justo, mais equilibrado. Mais brasileiro. ”
Muito obrigado!

set 6
Laicato Jovem Marista

Laicato Jovem Marista

Postado por PJM em Sem categoria

Salve, salve galera!

Tudo certo??

Hoje gostaríamos de partilhar a boa nova do Laicato Jovem Marista!

É com muita alegria que os jovens da nossa província estão realmente fazendo o laicato jovem acontecer.

Várias unidades já montaram seu projeto de vida comunitário e estão vivenciando o carisma marista com muito amor.

Ai vão alguns depoimentos

Maria Fernanda Macanhão – Cascavel/PR

Nosso encontro hoje foi para conversar sobre nosso projeto de vida pessoal, celebrar os 11 anos da PJM e se deliciar nas comidinhas ❤️tivemos a oportunidade de utilizar o Recanto e foi um momento maravilhoso para celebrar e nos aprofundar no compromisso feito com o nosso Laicato!! ❤️ amanhã temos nossa ação semanal de distribuição de sopas
Mais uma situação legal, o Jackson Bortolotti que é de Chapecó e participava da PJM lá, agora mora aqui em cvel e está participando com nós ❤️

14225445_10206756823145811_5601822994313005410_n

Isabella Campos de Oliveira – Maringá/PR

O Laicato Jovem de Maringá está quase saindo do papel, ontem nos reunimos para acertarmos os detalhes do nosso documento. Esperamos logo trazer a notícia para o dos de que nosso grupo nasceu. Estamos fazendo de tudo para que todos de Maringá entendam o propósito dos grupos laicais e seus projetos.

13891830_10210392848486147_8035239318482048137_n

Nathan da Costa – Jaraguá do Sul/SC

Dia de ficar em casa? Não para nós! Hoje o Laicato Jovem Marista de Jaraguá do Sul se reuniu mais uma vez para aprofundar o carisma Marista, conviver e partilhar a vida.

14203261_521433891379468_936991268747141199_n

Reunião do Laicato Jovem de Curitiba

13939291_516016248587899_7798935198445946650_n

Reunião do Laicato Jovem de Itapejara d’Oeste e Chapecó

WhatsApp Image 2016-09-05 at 10.22.43

São muitas histórias bonitas que estão sendo continuadas, do jeito de Maria.

Parabéns a todos os jovens leigos e leigas maristas!!

set 5
Aniversário da PJM: 11 anos | Colégio Marista Paranaense

Aniversário da PJM: 11 anos | Colégio Marista Paranaense

Postado por PJM em Sem categoria

Salve, salve galera!

É com muita alegria que, em 2016, celebramos os 11 Anos da Pastoral Juvenil Marista!

Sabendo que todos fazemos parte dessa bela história, cujo fundamento está no Evangelho e no Carisma Marista, o Colégio Marista Paranaense, por meio do Núcleo de Pastoral, convidou participantes e famílias da PJM para participar dessa festividade!

No dia 25 de agosto, realizamos a Santa Missa em ação de graças pela tão bela caminhada destes jovens que se dedicam intensamente ao Carisma Marista. Estiveram presentes jovens, familiares, amigos e colaboradores do Colégio. E no dia 27 de agosto estivemos no Recanto Sagrado, em Campo Magro, para celebramos o Dia da Família PJM.

Foi um momento significativo de convivência, partilha, desafios, reflexão, espiritualidade e alegria. Os familiares puderam, junto aos jovens, vivenciar um pouco da caminhada da PJM. Este momento também foi marcado pela entrega das medalhas dos momentos da PJM, objeto que simboliza a caminhada e o compromisso de cada jovem. O dia da Família PJM encerrou-se com um delicioso churrasco no bosque do Recanto.

Fonte: http://pastoralmaristaparanaense.blogspot.com.br/2016/08/aniversario-da-pjm-11-anos.html

Vídeo: https://youtu.be/BpmUOEvzye0 

ago 30
IV Assembleia de Juventudes

IV Assembleia de Juventudes

Postado por PJM em Sem categoria

Salve, salve galera!

Tudo certo?

Bom, no último final de semana (26, 27 e 28 de agosto) cerca de 100 jovens estiveram reunidos no Centro Marista Marcelino Champagnat (CMMC) para a realização da IV Assembleia de Juventudes.

Foi um momento muito importante para que as Comissões de Juventudes pudessem olhar para tudo o que já foi feito e também traçar os novos passos a nível local e provincial.

Em momento de partilha dos horizontes, puderam olhar para o todo e escolher quais seriam os principais caminhos que deveriam seguir nos próximos anos. Os jovens escolheram como prioridade para a Comissões a formação.

Nesta mesma oportunidade, houve a votação da Comissão Provincial de Juventudes 2017-2019. Os eleitos foram:

  • Brenda Moraes – Colégio Marista de Cascavel
  • Felipe Maestri – Colégio Marista Santa Maria
  • Lyandra Seffrin – Colégio Marista de Criciúma
  • Voltaire Vasconcelos – Colégio Marista de Goiânia
  • Yolanda Guerra – Colégio Marista Nossa Senhora da Glória

O membro da comissão 2014-2016 que irá permanecer com eles durante o primeiro ano de gestão será o Felipe Alcântara.

Os suplentes eleitos foram:

  • Guilherme Marinho – Colégio Marista Paranaense
  • Maria Eduarda Peres – Colégio Marista de Londrina
  • Sabrina Vieira – Centro Social Marista de Dourados
  • Wendeu Corsino – Centro Educacional Marista Ir. Acácio

No domingo, os jovens puderam conversar com os irmãos e também tirar as dúvidas sobre liderança, atuação marista e entre outros.

Foi um momento privilegiado de evangelização, reflexão, partilha, diálogo e escolhas.

Parabéns a todos os jovens e pastoralistas que estiveram presentes no evento.