Neste último final de semana, foi realizada a formação presencial da Missão Solidária Marista Champagnat, que é a última etapa do Itinerário de Educação para Solidariedade.

Este itinerário, consiste em 3 etapas: MSM Ir. Miguel Ángel; MSM Ir. Lourenço e MSM Champagnat.

Durante a caminhada, os jovens são convidados a vivenciar a solidariedade horizontal, que se baseia numa troca mútua entre missionário e comunidade.

Na primeira etapa – MSM Ir. Miguel Ángel – o grupo de missionários é maior, possibilitando uma ação mais concreta e visível na comunidade. É uma proposta que busca incentivar os jovens a exercerem seu protagonismo dentro e fora dos muros.

Na segunda – MSM Ir. Lourenço – o encontro já é mais vivencial. A proposta se dá por meio da pedagogia da presença, ou seja, muito mais do que fazer algo, é preciso estar, escutar e conhecer a comunidade, seus arranjos, suas preciosidades e desafios.

Na terceira etapa – MSM Champagnat – os jovens vão em duplas ou individualmente para realidades “não-maristas”, para serem incentivados a ver e conviver com diferentes espaço-tempos. A proposta é que, durante a missão, contribuam no que for necessário, a partir da percepção que tiverem do local.

Em janeiro de 2018, acontecerá a primeira edição da MSM Champagnat. São 4 jovens missionários que se colocaram a serviço, vestindo seus aventais e indo até outras Galileias, ao encontro do outro. São eles:

 – João Felipe Heim – ex-aluno do Colégio Marista de Cascavel/PR

 – Maria Fernanda Macanhão – ex-aluna do Colégio Marista de Cascavel/PR

 – Sabrina Vieira da Silva Santos – ex-educanda do Centro Social Marista de Dourados/MS

 – Wellington Luiz Kozerski – ex-educando do Centro Social Marista de Itapejara/PR

Nesta formação, realizada na Residência Marista de Itapejara d’Oeste, tivemos a presença e acolhida dos irmãos Edevaldo Griza, Leandro Cimadon, Nilson Ronchi e Otalivio Sarturi. Também colaboraram com a formação o diretor do Centro Social Marista de Itapejara, Lucas de Francesco e também a missionária recém chegada Ellene Carla, que pode partilhar a sua experiência em Salvador e também na África do Sul.

Foi um momento de muita troca de experiências e expectativas para o novo que há de vir.

Desejamos aos missionários que se lembrem sempre daquela que também foi peregrina e é nossa maior inspiração: Maria, nossa Boa Mãe.