Hoje, 31 de janeiro, é lembrada a morte de São João Bosco. Considerado patrono da juventude por João Paulo II, dedicou a sua vida aos jovens, principalmente os mais necessitados.

Desde sempre, João Bosco tinha a intenção de se tornar religioso e dizia: “Quando crescer quero ser sacerdote para tomar conta dos meninos. Os meninos são bons; se há meninos maus é porque não há quem cuide deles”.

Nascido na Itália, perdeu seu pai muito cedo. Sua mãe não era alfabetizada e tinham muitas dificuldades financeiras.

Tinha o sonho de estudar e, para conseguir, teve até que mendigar. Fazia quase todos os tipos de trabalhos da época.

Para se tornar sacerdote, teve que passar por poucas e boas, inclusive sendo chamado de louco por alguns.

Dedicou a sua vida pelo bem-estar dos jovens, em especial os órfãos, para evitar que fossem explorados ou aliciados para o crime.

Uma de suas frases nos serve de inspiração: “Nossa vida é um presente de Deus e o que fazemos dela é nosso presente a Ele”.