MSMPAIÇANDU

fev 1
Viver é partilhar! Por: Liliane Cecília

Viver é partilhar! Por: Liliane Cecília

Postado por PJM em Experiência Formativa , ,

Que tal iniciarmos a semana partilhando um pouco? Tem coisa melhor?

 

Veja só, quem diria que já se passou uma semana da Missão Solidária Marista Ir. Miguel Ángel. O tempo voa!

Mas, para matar um pouco a saudade, quem vai partilhar um pouco conosco hoje é a Liliane Cecília Nadolny, sobre a sua primeira experiência de missão em Paiçandu/PR:

“Como partilhei, sempre que via a movimentação dos jovens em vários momentos da pastoral, sentia vontade de participar da MSM.

Me informei se poderia e me inscrevi.

Vim ansiosa e com muitas expectativas. A cada momento, desde a recepção, missa, acolhida pelas famílias, senti que já valia a pena.

E no decorrer das atividades, como visita comunitária, gesto concreto, oficina, apoio, conclui que é bom, maravilhoso se doar, e principalmente ver esta juventude atuante, conhecendo outras realidades, dando depoimentos marcantes e com muito conteúdo.

Sinto orgulho em ser Marista. Obrigada por proporcionarem mais este momento na minha vida”.

 

A Liliane, além de missionária, é colaboradora Marista no Colégio Santa Maria de Curitiba.

Certamente o sentimento dela é compartilhado por todos nós, que nos doamos, e que fomos maravilhosamente acolhidos pelas comunidades locais.

A saudade e as boas memórias ficam para nos lembrar que tudo valeu a pena.

Partilhemos! A partilha é uma forma de ceder nossos olhos para que o outro possa ver através deles.

jan 21
Diário de Bordo – 4º DIA – MSM 2016 Paiçandu

Diário de Bordo – 4º DIA – MSM 2016 Paiçandu

Postado por PJM em Partilha ,

20/01/2016 – 4º dia

Hoje o dia amanheceu e minha expectativa estava um pouco acima da média, além das atividades que já estávamos realizando, tivemos uma oportunidade única e muito especial, para mim pelo menos, um divisor de águas!  Fomos visitar a Penitenciária Estadual de Maringá, que está alocado aqui em Paiçandu.

Meu coração trazia um misto de sentimentos: apreensão, alegria, ansiedade, esperança, medo, curiosidade… E foi com essa bagagem que fui até a penitenciária, acompanhado de mais 20 missionários. Os que lá estavam reclusos, estavam em regime semiaberto, ou seja, durante o dia executam algum trabalho, seja ele interno (na própria penitenciária) ou externo (obras no município ou ainda na iniciativa privada).

Depois de todas as formalidades existentes, chegou a hora do encontro e como foi precioso cada minuto que passamos naquele lugar, toda expectativa negativa caiu por terra e com ela todo preconceito. No decorrer da visita, pudemos conhecer um pouco da história de alguns dos detentos, histórias que nos impactaram, marcaram, emocionaram.

Naquele lugar eu aprendi que preciso acordar todos os dias com esperança e esta eu recebo nas miudezas da vida. Não são grandes eventos que irão me preencher, isso se dá nas coisas corriqueiras, é preciso estar atento aos sinais que a vida nos dá todos os dias.

Aprendi também que a vida é muito frágil, que meu maior inimigo sou eu mesmo, que todos os dias eu preciso me vencer, protagonizar minha vida, fazer minhas próprias escolhas e saber aprender com aquelas que eu fizer indevidamente.

A partir de hoje, com certeza irei pensar duas vezes antes de julgar minimamente qualquer pessoa.

E como me disse um dos detentos: nos vemos lá fora!

jan 20
Diário de Bordo – 3º DIA – MSM 2016 Paiçandu

Diário de Bordo – 3º DIA – MSM 2016 Paiçandu

Postado por PJM em Partilha ,

19/01/2016 – 3º dia

Comecei meu dia no gesto concreto ao redor do Centro de Educação, eu nunca tinha pegado em uma enxada, rastelo, pá, ou seja, nunca tinha utilizado nenhuma ferramenta de trabalho pesado, até consegui martelar o meu dedo, nada grave, mas confesso: na hora doeu! (risos)

DSC08269 DSC08261 DSC08300 DSC08296 DSC08258 DSC08252

É muito interessante a reação das pessoas ao verem jovens executando essas tarefas, mais interessante é ver a comunidade envolvida, querendo participar, colocando seu dons e talentos a serviço, seja através do empréstimo de ferramentas, seja na doação de algo que irá contribuir na missão, ou no simples fato de oferecer um copo de água, seu tempo em uma conversa ou seu sorriso tímido e cheio de significado.

DSC08208 DSC08266 DSC08379 DSC_0034

Logo após o almoço eu e os demais missionários fomos nos preparar para receber as crianças da comunidade. As crianças não paravam de chegar, foram quase 150, a unidade ficou cheia e as oficinas foram divertidíssimas.  Como foi prazeroso durante a tarde perceber a alegria das crianças, o entusiasmo e receber em troca das atividades propostas muito carinho e amor! Me senti realizado ao poder compartilhar um pouco do que sei, foi muito gratificante.

IMG_7129 IMG_7130 DSC08455 DSC08450

Quanto mais os dias passam, mais sentido a missão faz em minha vida.

jan 19
Diário de Bordo – 2º DIA – MSM 2016 Paiçandu

Diário de Bordo – 2º DIA – MSM 2016 Paiçandu

Postado por PJM em Partilha ,

18/01/2016 – 2º dia

Logo após o café da manhã, caminhei em direção ao Centro de Educação. Encontrei meus amigos de missão, cantamos juntos, dançamos e tivemos um momento de espiritualidade que nos levou a lembrar o sentido do nosso batismo.

 

1 (36)

Em seguida a Roseany, diretora da unidade, partilhou sobre o contexto social da comunidade e o César, pastoralista do Colégio Marista de Maringá, nos falou um pouco sobre o perfil do missionário. As formações com certeza irão contribuir para o sucesso da nossa missão.

DSC07352DSC07348

No período da tarde exercitamos nossa criatividade e em equipe preparamos as oficinas para as crianças e adolescentes que a partir de amanhã passarão a tarde conosco.

O momento mais especial do dia foi o da caminhada na comunidade. Em minha cidade dificilmente as pessoas se cumprimentam quando se encontram na rua e aqui, ao contrário, as pessoas são muito receptivas, é perceptível a alegria delas simplesmente por estarmos aqui em sua cidade. Isso enche nosso coração de alegria e nos faz sentir úteis na missão.

 

2016-01-19 09.19.16 2016-01-19 09.30.23

Estou muito ansioso para o dia de amanhã: visitas à comunidade, gestos concretos e oficinas com as crianças!

jan 18
Diário de Bordo – 1º DIA – MSM 2016 Paiçandu

Diário de Bordo – 1º DIA – MSM 2016 Paiçandu

Postado por PJM em Partilha ,

17/01/2016 – 1º dia

Saí de casa com o coração cheio de boas expectativas. Conhecer pessoas, adquirir novas experiências, aprender com a comunidade local é um pouco de tudo que espero destes 7 dias. Fui acolhido com muito carinho aqui em Paiçandu, reencontrei amigos e tenho certeza que iremos trocar muitas experiências. IMG_0059

Que surpresa agradável iniciar o encontro com a celebração da missa, o padre Salvador foi bem acolhedor e o momento do envio me emocionou muito, senti meu coração aquecido para missão. IMG_0157

Fui muito bem acolhido pela família, esperava que na casa houvessem crianças, infelizmente não, mas a alegria e brincadeiras não faltaram por conta dos cachorrinhos de estimação. DSC08053

Todas as frentes de trabalho – atividades com as crianças, visitas missionárias e gesto concreto –me interessam, sei que em todas levarei boas experiências, mas o gesto concreto me chama mais atenção, saber que iremos transformar algum espaço e deixa-lo agradável para comunidade me anima bastante.

Se o primeiro dia já foi assim, imagina o que vem pela frente!