Pertencer a uma ideia presa no papel

Calado pelo selo da carta

Tentando dizer a muda voz

Fria e disposta a mudar.

 

Acreditar na chama que queima

Criado da luz uma sombra

Permitindo um caminho

Que teima a ser seguido

 

Pensar no brilho ardente

Clareando um sinal cadente

Viajando no fluxo infinito

A caminho do fim sem sentido

 

Quebrada a história do tempo

Onde um dia pertenci

Tentando encontrar a voz

Que me coloque no caminho