Estamos nos aproximando do fim da jornada do MSM 2017. Muitas alegrias, muitas emoções e conclusões dos gestos concretos. O muro ficou lindo, o parquinho também está fantástico. E o contato com as pessoas e as crianças? O que vamos levar de tudo isso? Julia vai nos relatar um pouco de sua experiência com as crianças da comunidade…

 

“O que dizer da minha experiência com as crianças no gesto concreto da rua de recreio no ‘Flores do Campo”? Simplesmente amei, fizemos as atividades com as crianças, recreação…tinha bexiga d’agua, algodão doce, pipoca, futebol, queimada e várias brincadeiras. Eu enchi as bexigas e fui brincar com a galera, dois minutos depois acabaram as bexigas, a gente demorou muito tempo para encher aquilo, aí eu fui pintar a mão das criancinhas para carimbar no TNT, elas estavam muito animadas. Tinha uma menininha que chegava, eu passava uma cor na mão dela, ela ia lá carimbava e voltava pedindo outra cor. Eu coloquei umas duas vezes todas as cores na mão dela. Depois tivemos a ideia de brincar com os monitores que estavam ao redor. Ela pintava a mão e não ia mais pintar o TNT e sim os monitores que estavam ali. Ficamos todos carimbados com as mãozinhas dela. Aconteceu que todas as crianças gostaram muito e estavam fazendo aquilo com a maior alegria. Minha camiseta está inteira carimbada com as mãozinhas deles. Nós fomos e voltamos andamos até o lugar da atividade que era muito longe. Só a noite eu fui perceber que meu pé estava inteiro machucado de andar e passei o dia sem me dar conta da dor, de tanto que estava feliz ali com as crianças. O que aprendi nesse dia foi o quanto os gestos pequenos são importantes. Coisas pequenas são muito importantes e podem fazer as pessoas tão felizes. Igual aquelas crianças, a gente estava lá dando um pouquinho só do nosso tempo e elas estavam lá felizes achando aquilo incrível. Foi uma troca bem legal, a gente aprende muito com a simplicidade das crianças. ”